Reciclagem sustentável e solidária

Mais de 500 mil pessoas, segundo estimativa do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), sobrevivem de catar e comercializar resíduos sólidos nas grandes cidades brasileiras Pelo Brasil afora, esses catadores, também chamados carroceiros, realizam um trabalho invisível.

Mais de 500 mil pessoas, segundo estimativa do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), sobrevivem de catar e comercializar resíduos sólidos nas grandes cidades brasileiras Pelo Brasil afora, esses catadores, também chamados carroceiros, realizam um trabalho invisível.

Ano

Desconhecido

Publicador

Fundação AVINA

Autor

Fundação AVINA

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Reciclagem sustentável e solidária”

O seu endereço de e-mail não será publicado.