A história do cooperativismo solidário no mundo e no Brasil, com reflexão sobre a cooperação nas comunidades quilombolas e povos indígenas.

Na busca da solução dos problemas, especialmente das populações mais pobres, utilizou-se o cooperativismo como instrumento essencial.

A cooperação é inerente à humanidade. Na busca da solução dos problemas, especialmente das populações mais pobres, utilizou-se o cooperativismo como instrumento essencial. Mesmo que o chamado “mundo civilizado” tenha proposto um modelo de cooperativa, as populações indígenas e quilombolas trazem elementos fundamentais de organização social e econômica que enriquecem em muito o que se demanda no esforço de expansão do cooperativismo no Brasil e no mundo.

Ano

2022

Autor

Daniel Rech

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A história do cooperativismo solidário no mundo e no Brasil, com reflexão sobre a cooperação nas comunidades quilombolas e povos indígenas.”

O seu endereço de e-mail não será publicado.